CONTEÚDOS

Conheça sua saúde

Heading

Saúde da Mulher: o que fazer para se proteger de doenças e viver melhor

As mulheres são conhecidas por terem o hábito de cuidar da saúde, ir ao médico e fazer os exames de rotina com mais frequência do que os homens. Mas, é preciso ficar atenta, pois alguns problemas de saúde pedem mais atenção. De acordo com Manoela Lemos, médica oncologista e que atualmente trabalha como pesquisadora para melhorar a qualidade de vida da paciente com câncer, quando o assunto é a saúde da mulher, é necessário ter informação sobre os principais exames para cada faixa etária e, também, sobre as doenças mais comuns, inclusive aquelas causadas pelo estresse.

"É fundamental ter o compromisso de realizaros exames periódicos indicados para cada faixa etária. Essa é uma medida importante para detectar problemas de saúde, inclusive o câncer, em seu estágio inicial, facilitando o tratamento e aumentando as chances de cura. Outra ação primordial é realizar o acompanhamento médico constante. Isso vai garantir qualidade de vida mesmo com as mudanças hormonais que ocorrem com a idade, além de prevenir problemas ósseos ou, ainda, no sistema reprodutor feminino",destaca a médica.

 Além de prescrever medicamentos e exames, outra ferramenta de cuidado é a adoção de hábitos saudáveis, para que a mulher foque na prevenção e viva melhor. "Estamos falando de ter uma alimentação equilibrada, priorizando verduras, legumes e frutas, e controlando o consumo de açúcar, alimentos gordurosos e industrializados; incluir a prática regular da atividade física no dia a dia para melhorar o condicionamento, controlar ou reduzir o peso e proteger a saúde do coração. Em relação ao exercício físico, épreciso ter em mente que o ideal é escolher uma prática que traga prazer, para que essa atividade não seja forçada".

 A busca por uma vida mais saudável requer o monitoramento da saúde. Manoela enumera os exames que precisam ser feitos com frequência: hemograma, glicemia, colesterol, mamografia, ultrassom dos seios,transvaginal, preventivo e densitometria óssea (avaliação da densidade mineraldos ossos). "Eles ajudarão a diagnosticar precocemente doenças que afetammais as mulheres, como corrimento vaginal, candidíase, alergias na regiãovaginal, câncer de mama, câncer de colo de útero, mioma uterino, endometriose,varizes, infecção urinária, síndrome dos ovários policísticos eosteoporose", explica.

 A médica ainda ressalta que, além das questões físicas do corpo, há também o lado emocional desta equação. "Sempre falamos sobre ir ao médico, fazer exame, mas tem o lado do cuidado com a cabeça. Procurar ajuda quando está se sentindo triste, sozinha ou cansada é mais do que recomendável, é necessário. Principalmente quando analisamos ocenário atual, com mulheres sobrecarregadas e completamente estafadas. Um estudo mostra que as mulheres são duas vezes mais propensas a desenvolver a depressão do que os homens. Isso se agrava em um cenário de pandemia como o que vivemos. Portanto, o meu conselho para as mulheres é: mantenha os exames em dia, vá ao médico com regularidade, coma bem, exercite-se e mantenha a mente sã. Este é o melhor caminho para viver de forma longa e com qualidade de vida".

 

VEJA TAMBÉM

Resgate seu cupom de até 15% de desconto no Vacinas.com.br

Neste roteiro, saiba como resgatar seu cupom Vitality no vacinas.com.br

SAIBA MAIS

Dez dicas para ajudar a reduzir o consumo de álcool

Listar as suas razões pessoais está entre as prioridades

SAIBA MAIS

Conheça os danos invisíveis do diabetes

Diagnóstico da doença pode levar sete anos

SAIBA MAIS

Conheça os principais indicadores de doenças cardiovasculares

Quatro números-chave são usados para apontar os riscos de infarto

SAIBA MAIS

NAVEGUE POR CATEGORIAS