CONTEÚDOS

Conheça sua saúde

Heading

Veja cinco dicas de como largar o cigarro

Mais de 160 mortes por ano no Brasil são atribuídas ao tabagismo, o que representa 443  mortes por dia, segundo o Ministério da Saúde. No Dia Nacional de Combate ao Fumo, neste domingo (26), compartilhamos dicas importantes para quem deseja largar o cigarro.  

Ao se registrar no Vitality, você também tem a oportunidade de assinar a declaração de não-fumante, se comprometendo de permanecer sem fumar por um ano. Ao preencher, você ganha 1.000 pontos.

Procure um médico

Antes de começar o processo para parar de fumar, procure um médico que possa acompanhar o seu tratamento. Com as orientações adequadas de um especialista, você terá suporte médico para a sua tomada de decisão, resultando em maiores possibilidades de êxito.

Aceite ajuda especializada

Somente um médico será capaz de auxiliá-lo caso seja necessário o uso de medicamentos. Evite comprar qualquer tipo de remédio ou acessório sem antes consultar um especialista. Assim, você evitar riscos à saúde e compra exatamente o que precisa para o seu caso.

Abstinência

A nicotina leva entre 7 a 19 segundos para se chegar ao cérebro. É normal, portanto, que ao parar de fumar os primeiros dias sem o cigarro sejam os mais difíceis. No entanto, as dificuldades tendem a ser menores com o tempo, em média, de duas a quatro semanas.  

Aumento de peso

É comum as pessoas se queixarem do aumento de peso, porém, uma luta de cada vez. Priorize o seu tratamento contra no tabaco e deixe para um segundo momento a redução na balança.  

Benefícios

Pense neles na hora de fazer a sua escolha por parar de fumar:

  • Após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.
  • Após 2 horas, não há mais nicotina circulando no sangue.
  • Após 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza.
  • Após 12 a 24 horas, os pulmões já funcionam melhor.
  • Após 2 dias, o olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar já degusta melhor a comida.
  • Após 3 semanas, a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora.
  • Após 1 ano, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido à metade.
  • Após 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.

Com informações do Ministério da Saúde e Instituto Nacional de Combate ao Câncer

VEJA TAMBÉM

Resgate seu cupom de até 15% de desconto no Vacinas.com.br

Neste roteiro, saiba como resgatar seu cupom Vitality no vacinas.com.br

SAIBA MAIS

Dez dicas para ajudar a reduzir o consumo de álcool

Listar as suas razões pessoais está entre as prioridades

SAIBA MAIS

Conheça os danos invisíveis do diabetes

Diagnóstico da doença pode levar sete anos

SAIBA MAIS

Conheça os principais indicadores de doenças cardiovasculares

Quatro números-chave são usados para apontar os riscos de infarto

SAIBA MAIS

NAVEGUE POR CATEGORIAS