CONTEÚDOS

Bem-estar Corporativo

Heading

Produtividade versus presenteísmo

Desde 2020, a Vitality vem conduzindo um estudo[1]em larga escala com mais de mil de seus funcionários de todas as unidades de negócios e em quatro escritórios no Reino Unido, com foco no bem-estar e capacidade de trabalho deles, saúde em geral e resultados no trabalho. A coleta automática de dados utilizando o Microsoft Workplace Analytics foi complementada com pesquisas semanais suplementares por um período de 5 meses. Enquanto trabalhar de casa fez com que muitos se sentissem mais produtivos – 55% dos trabalhadores remotos entrevistados relatam ter produzido mais no trabalho –isso também levou a uma deterioração geral do equilíbrio trabalho-vida. Se não for considerado, acredita-se que o desgaste dos limites do trabalho-vida afeta o burnout e baixo nível de bem-estar mental no longo prazo.

Shaun Subel, Diretor do Instituto de PesquisaVitality, sugere que organizações como a Vitality têm um papel vital em desestigmatizar o tópico da saúde mental. “Enquanto a boa notícia é que o estigma dos desafios na saúde mental continua a cair,” diz Subel, “ainda existe um caminho a percorrer para garantir que as pessoas possam buscar ajuda cedo e acessar os recursos adequados para controlar melhor potenciais problemas na saúde mental.Campanhas globais de saúde como O Mês da Consciência sobre a Saúde Mental em Maio ajudam a conscientizar sobre os problemas de saúde mental ao redor do mundo e como mobilizar esforços para apoiar iniciativas positivas de saúde mental.”

 “Olhando para os dados da Vitality no Reino Unido[1],”ele acrescenta, “mais de 57% das pessoas estão estressadas com o trabalho e umpouco mais de 50% delas têm algum tipo de preocupação financeira. Além disso, 35%das pessoas relatam não dormir o suficiente e estamos vendo um aumento no número de pessoas sofrendo de depressão e ansiedade.”

 No ambiente de trabalho, vemos isso se manifestar por meio do “presenteísmo” que significa não ser completamente funcional enquanto no trabalho. Isso afeta negativamente tanto indivíduos quando a produtividade de empresas – em sua maioria causado por baixa saúde mental. Dados da Vitality Reino Unido mostram que 80% do presenteísmo é resultado de fatores ligados ao bem-estar mental reduzido com estresse, ansiedade, privação do sono e depressão, todos contribuindo para a perda na produtividade.

VEJA TAMBÉM

Produtividade versus presenteísmo

Segundo estudo da Vitality, trabalho remoto pode afetar a saúde mental

SAIBA MAIS

Saiba mais como evitar a síndrome de Burnout no ambiente de trabalho

Profissionais explicam os benefícios da doença ser reconhecida pela OMS

SAIBA MAIS

Saiba como ter mais bem-estar no trabalho remoto

Organização, lazer e sono regular são fatores essenciais para a saúde

SAIBA MAIS

Veja dicas para melhorar o bem-estar no trabalho

Exercícios físicos ajudam a aliviar as tensões e fadiga diárias

SAIBA MAIS

NAVEGUE POR CATEGORIAS